Drawback
Digital

Reduza os custos de produção de forma fácil e rápida

simule seu potencial

Por meio da plataforma Drawback Digital, proporcionamos aos nossos clientes a visão do fluxo de execução do ato concessório e possibilitamos interações online com nossos consultores. Além disso, com o software da Quirius é possível encaminhar os documentos necessários e acompanhar a validação do processamento até o efetivo uso do benefício.

Como funciona

Para evitar os riscos e tornar a gestão do Drawback uma estratégia vencedora, nossa metodologia atua a partir de uma análise do planejamento comercial, integrando a área de Suprimentos, Produção e Engenharia para obter e analisar todas as informações da empresa de forma eficiente e segura para obter o melhor resultado do benefício.

O Drawback é estratégico no dia a dia das empresas. As avaliações das oportunidades que podem ser geradas promovem ganhos diretos nas importações e aumento do fluxo de caixa. Com uma metodologia pioneira na gestão do drawback, propomos um trabalho conjunto entre empresas e seus fornecedores. Esse conceito também é uma forma inovadora de estimular a participação de toda a cadeia, a partir da divisão dos ganhos apurados em todo o processo.

Perguntas Frequentes

Tire todas suas dúvidas sobre Drawback

O mecanismo funciona como um incentivo às exportações brasileiras, pois reduz os custos de produção dos produtos exportáveis, tornando-os mais competitivos no mercado internacional.

Permite ao beneficiário importar com isenção de tributos (II, IPI, PIS e COFINS) para reposição de estoque de mercadorias em quantidades equivalentes às utilizadas nos produtos exportados nos últimos 24 meses.

Não é obrigado a comprar do mesmo fornecedor, porém, reposição deve ocorrer para o mesmo material (mercadoria idêntica) ou para materiais equivalentes conf. Art. 48 da portaria Secex 44/2020.

Não será necessário segregar a mercadoria, poderá ser industrializada e vendida no mercado nacional.

Permite também utilizar as compras do mercado nacional aplicadas nas exportações, com reposição de importado, desde que seja a mesma NCM.

Não há um percentual mínimo ou máximo de industrialização no regime de drawback.

Não há qualquer obrigatoriedade em relação utilizar mesma origem ou destino no regime de Drawback.

Após o deferimento do ato concessório, a empresa pode iniciar a reposição de estoques dos insumos já comprovados. Para as exportações ocorridas após o deferimento do ato e não contempladas neste, pode proceder com a abertura de um novo ato concessório.

Drawback Isenção, a base do beneficio está nas exportações realizadas nos últimos 02 anos (passado) e o Drawback Suspensão está no forecast de exportação dos próximos 12 meses (futuro).

Drawback Isenção não há risco, visto que, a empresa já exportou nos últimos 02 anos, adquiriu os insumos, pagou os tributos (II, IPI, PIS e COFINS na entrada, industrializou e exportou.

No caso do Drawback Suspensão, a empresa assume um compromisso de exportar com o governo e imediatamente fará uso da suspensão do II, IPI, PIS, COFINS, ICMS e AFRMM na aquisição dos insumos que serão aplicados nos produtos que serão exportados, porém, caso a empresa não cumpra o forecast do próximo ano, serão cobrados juros e multas dos tributos suspensos na entrada.

A Quirius possui ampla experiência em projetos de Drawback e está em processo de constante inovação. Desenvolvemos ferramentas que permitem extrair e cruzar dados, processar e apresentar informações com compliance.

Faça agora uma simulação do benefício em sua empresa!

simule seu potencial